18 de novembro de 2011

Canaletto e io e la Piazza di San Marco a Venezia


"Esta pintura de (...) Canaletto exemplifica a evidente noção que o artista tinha dos detalhes topográficos e também seu talento para a composição. Canaletto pintou a Praça de São Marcos muitas vezes, de diferentes perspectivas, juntamente com várias outras 'vedutes', ou 'vistas'', precisas e subjetivas de Veneza. Esta arrebatadora vista da Basílica de São Marcos e do Palácio Ducal (...) está hoje exposta na Califórnia (...). (...) O conteúdo arquitetônico da praça domina a porção esquerda da pintura: a Basílica - a catedral bizantina de Veneza - é a construção em primeiro plano, e, além dela, está o Palácio, residência de vários doges, com seu característico mármore branco e rosa claro. Do outro lado da Laguna, ao longe, fica a Ilha de San Giorgio Maggiore, com sua igreja projetada por Andrea Palladio. Os traços delicados da arquitetura e o uso sugestivo da luz veneziana dão leveza à vista da praça pintada por Canaletto. (...) ReM" - Tudo sobre Arte, ed. Sextante.

Como a mim me falta o domínio da paleta, só me restou fazer o registro fotográfico do que Canaletto pintou tão bonito. A seguir...

 ... os relógios da Praça....



... e um detalhe da água vertendo entre os ladrilhos do piso da praça, bem junto à Catedral...

(a água surgindo por entre as pedras do calçamento

... o Palácio dos Doges ...


... a Ilha San Giorgio Maggiore e a Catedral de Andrea Palladio...



Fotos em set. 2011
com Panasonic TZ8 e
lentes protocolo Leica

5 de novembro de 2011

"Trash the dress" - Sim, meninos(as), eu vi!

A ZH deste domingo vem com uma matéria sobre essa moda nova dos noivos posarem para fotos, usando o vestuário que usaram no casamento, em lugares fora do cotidiano deles. Por coindidência, nesta última viagem à Itália, em Veneza, na Praça de São Marcos, tive a oportunidade de fotografar dois casais nesta situação.
A seguir, aí vão elas, junto com uma foto da chamada de capa da ZH. Ao final, uma explicação que recolhi através do Google.

A chamada de capa da ZH

As minhas fotos aí abaixo







O casal das primeiras quatro fotos me pareceu francês, os das outras três, é evidentemente oriental, chinês, japonês, algo assim

"Mas afinal, o que é Trash the Dress? Numa tradução não literal seria algo como “acabar com o vestido”, “vestido no lixo” ou algo neste sentido.
Trata-se de uma tendência mundial que já virou moda nos States e agora está chegando por aqui. Chega de fotografar em lugares comuns, a idéia é buscar locações inusitadas e principalmente, onde você nunca (jamais) iria vestida de noiva!!!!
Vamos tirar o vestido do armário e literalmente “botar para sujar” nos lugares mais loucos possíveis.
Tudo isso, é claro, depois de passadas as celebrações do casamento, imagina chegar com o vestido assim no casório (shaushaushaushau). A grande sacada é encontrar um lugar que tenha a ver com o casal, que tenha algum sentido!"
Fonte: http://eduardovanassi.com/blog/trash-the-dress/